Foo Fighters: 1 álbum relax e 2 Grammy

There Is Nothing Left To Lose

Capa do disco inspirou tatuagens de fãs

There Is Nothing Left To Lose (1999), terceiro álbum do Foo Fighters, foi gravado de forma relax, tranquila e em clima de total descontração. O disco transformou a banda em um trio: com a saída do guitarrista Franz Stahl, Dave Grohl teve que terminar de gravar toda a parte da guitarra base.

Lançado em 1999, com a produção de Butch Vig – produtor musical e músico americano, mais conhecido como baterista do Garbage e produtor musical do álbum Nevermind (1991) do Nirvana -, o disco ficou bem maduro e os vocais de Dave melhoraram bastante. A banda foi desapegando um pouco da rebeldia do grunge usando algumas letras mais melódicas e assobiáveis e outras com pegada mais rock, mais pesadas e cheias de atitude para não perder a identidade.

A bela obra rendeu o Grammy de Melhor Disco de Rock do Ano em 2001, inspiração de tatuagem para os fãs com a capa e o primeiro lugar na lista de álbuns preferidos da banda, que ainda levou outro Grammy de Melhor Videoclipe para Learn To Fly, faixa número 3 de There Is Nothing Left To Lose.

Anúncios

3 Respostas para “Foo Fighters: 1 álbum relax e 2 Grammy

  1. Pingback: Alanis Morissette no Hall da Fama do Rock | Zine Musical·

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s