Uma jug band bem brasileira

1554475_737266132961635_1960708597311377851_nInspirados pelas jug bands* norte-americanas, eles iniciaram seu projeto apresentando-se nas ruas de São Paulo e logo se destacaram por serem capazes de transformar qualquer lugar da cidade em um espaço para shows. Hoje com instrumentos elétricos, os Mustache & os Apaches deixaram as ruas da capital paulista para tocar em teatros e festivais por todo o Brasil. Com quatro anos de estrada, um disco e um compacto lançados, a banda percorreu teatros do Sul, Sudeste e Centro-Oeste, realizou 20 shows na Europa, participou de projetos com artistas como o cineasta Beto Brant e de programas da TV Globo.

Os Mustache & os Apaches estão finalizando seu segundo disco, previsto para o segundo semestre. A banda apresentou recentemente o clipe de Chuva Ácida, que compõe, junto com Todo Trem, o compacto Chuva Ácida, lançado em janeiro.

Chuva Ácida é uma sátira psicodélica sobre a vida na cidade grande que, segundo o grupo, está prestes a explodir. Poluição, trânsito, falta de água e a alienação da população frente aos problemas urbanos são alguns dos temas abordados pelo stop motion feito a partir da fusão de colagens, imagens dos músicos e da internet. Para o clipe, a banda optou pela direção e produção de Lufe Bollini, Aline Biz e Luciana Siebert por possuírem uma estética trash pop que, pelo quinteto, tem sinergia com as mensagens que pretendem passar ao espectador.

10565165_773294396025475_1377191109525583447_n

A banda é formada por Pedro Pastoriz (voz, violão e banjo), Tomás Oliveira (contrabaixo e voz), Axel Flag (voz e percussão), Jack Rubens (bandolim) e Lumineiro, que toca o original washboard – uma antiga tábua de lavar roupa.

*As jug bands eram bandas que misturavam vários tipos de instrumentos caseiros como garrafas, colheres, pentes enrolados em papel, washtub bass (uma espécie de baixo feito com uma bacia metálica), washboard (aquelas chapas metálicas sanfonadas usadas para esfregar roupa – tábua de lavar roupa) e o jug, (uma moringa feita de barro) que o músico soprava em seu gargalo e batia em seu corpo, tirando um som bem peculiar, parecido com o de trombone. Algumas bandas usavam também violão e mandolin, que geralmente também eram fabricados pelos músicos, usando pedaços de instrumentos velhos.

Anúncios

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s