Joy Division por Peter Hook

unknownpleasures

Unknown Pleasures ganhará versão nacional

Considerada por muitos como a biografia definitiva de Ian Curtis, líder e fundador do Joy Division, Unknown Pleasures, escrita pelo baixista Peter Hook, deve ganhar uma edição nacional neste mês. A Editora Seoman, selo do Grupo Editorial Pensamento, está encarregada da publicação.

Lançada em 2013 na Inglaterra, a biografia da banda que deu origem ao New Order coloca uma nova luz sobre o suicídio de Ian, em 18 de maio de 1980. Hook comenta as brigas, os detalhes das composições e os bastidores do estrelado que bateu à porta dos quatro rapazes de Manchester.

O livro terá duas versões: capa simples, que será vendido a R$ 52, e capa dura, limitada e numerada, com preço de R$ 74.

Outra biografia

Recentemente, a Editora Ideal, responsável pela publicação do livro Quem Vai Ficar com Morrissey?, publicou a biografia de Ian sob a visão de sua viúva, Deborah Curtis. Tocando a Distância deu origem ao filme Control, de Anton Corbijn, de 2007.

Os dois livros formam um interessante mosaico da cultura pop, mas divergem em diversos pontos. Enquanto Deborah coloca em seu texto uma visão idealizada do marido, Hook expõe o ex-companheiro de banda como um homem sensível e inseguro.

Anúncios

2 Respostas para “Joy Division por Peter Hook

  1. Fiquei surpreso quando soube que o livro dele sairia aqui, já tinha lido em inglês (edição americana) e, definitivamente, é o melhor livro sobre o Joy Division, muito superior ao do Mark Johnson, lançado na década de 1980, quando o do Paul Morley, chato pra dedéu. O da Deborah Curtis, antes de ser um livro sobre o JD, é uma biografia sobre o Ian Curtis, com a história da banda vindo a reboque, então a respeito do Joy Division está cheio de erros e equívocos. A bola fora dessa edição nacional do livro do Hooky foi: (a) mudaram o subtítulo de “por dentro do Joy Division” (Inside Joy Division) para “A Biografia Definitiva da Cult Band Mais Influente de Todos os Tempos”; (b) A edição limitada vem com um autógrafo digitalizado do Peter Hook… sendo que lá fora, quando o livro foi lançado, ele assinou mesmo, de próprio punho, centenas de exemplares, um por um, para serem vendidos para quem quisesse pagar mais. Ah, aproveitando: estou favoritando o blog! Abraços!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Pingback: New Order anuncia novo disco | Zine Musical·

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s