Autoramas e BNegão em Auto Boogie

autoramasbnegaoautoboogieRock com groove e clima de funk de James Brown. Essa é a tônica de O Giro, música que abre o EP Auto Boogie, do Autoramas (Gabriel Thomaz – guitarra/vocal; Bacalhau, ex-Planet Hemp – bateria e Flávia Couri – baixo e vocal) em parceria com BNegão.

Produzido por Frejat sob a direção artística de Lucio Maia (guitarrista da Nação Zumbi) e do próprio Autoramas, o extended ganhou edição independente, jogado na rede em sintonia com o show que reuniu a banda carioca e o cantor e compositor do Planet Hemp no Palco Sunset do Rock in Rio 2013.

Com grooves azeitados, o EP Auto Boogie traz um registro turbinado e sujo de Kiss (Prince, 1986), sucesso do cantor norte-americano Prince na fase inicial de sua carreira. A sagacidade da junção de Walk on The Wild Side (Lou Reed, 1972) com Enxugando Qelo – rap de 2003, destaque do primeiro álbum homômimo feito por BNegão com o grupo Os Seletores de Frequência – contribuiu para valorizar o disco, finalizado com a enérgica releitura em clima punk de 1,2,3,4 (1993), rock do repertório de Little Quail & The Mad Birds (banda que de certa forma deu origem ao Autoramas).

Anúncios

Uma resposta para “Autoramas e BNegão em Auto Boogie

  1. Pingback: Pra você esquecer que existe funk carioca | Zine Musical·

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s